In Listas

5 autores trans para entrar na sua lista de leitura

Transgênero também escreve! Conheça 5 autores trans que ganharam espaço editorial num mercado tão voltado ao mundo cisgênero masculino.

Quantos homens autores você já leu? Talvez você passe 5 minutos citando todos que lembra. E quantas autoras mulheres você conhece? É possível que muitos se demorem o dobro de tempo pra listar a mesma quantidade de nomes. Mas… E quantos livros de autores trans você já ouviu falar? Pode sentar e relaxar, porque provavelmente serão poucos.

Temos culpa nisso, ainda que você se recuse a reconhecer. Culpa de não ir atrás, o Google tá aí pra isso! Culpa de não apoiar o trabalho sério que esses autores produzem. Culpa de não cobrar às editoras brasileiras que abram mais espaço aos autores (mesmo que estrangeiros) que se consideram pessoas trans.

Opa, gostei.

Sou daqueles que comemoram qualquer nível de representatividade. Porque representar e se sentir representado importa e é algo capaz de salvar vidas. É através da representatividade que é possível orientar pessoas que se encontram tão perdidas na vida, sem o amparo que o Governo deve como pessoa cidadã e sem o apoio emocional e social que devemos em comunidade.

É fácil até demais pra pessoas cisgênero (que se identificam com o próprio gênero) lerem sobre pessoas trans ou produzirem sobre pessoas trans. E digo isso na ficção e na academia: é bom demais escrever sobre quem vive um contexto diferente. Mas, por mais sensível e inclusiva que a escrita de alguém cis sobre a vivência trans seja, é melhor ainda conhecer como essas pessoas Trans se expressam por si.

É exaltando as palavras de pessoas Trans que trago esse post. São apenas 5 livros com autoria de homens e mulheres transgêneros. Mas pode ajudar você a compreender o quanto é importante que haja diversidade na Literatura. E mais: o quanto é essencial que existam mais autores trans no mercado editorial.

Metanfetaedro
de Alliah

Com 8 contos (e mais 8 ilustrações), Metanfetaedro é o primeiro livro solo publicado por Alliah. Trans não-binário, Alliah fala assim do seu livro:

Você vai encontrar tímidas criaturas cavernícolas de corpo troglóbio e sensibilidade pictórica, gerações indígenas oprimidas por carniceiros e vermícolas e devoradas como carcaça de baleia no leito marinho, desertos vivos de salgareia e cidades que sonham com seus metais, velociraptors inteligentes e magistas, um estudante de desenho anatômico e hipergeometria responsável por uma grande criação, e muito, muito mais.

O livro tem contos como Morgana Memphis Contra a Irmandade Gravibranâmica, Morgana Memphis Dividindo Por Zero e Moleque. Tudo no livro é proposital, desde os contos, passando pelas ilustrações e terminando na diagramação. Cada detalhe é uma proposta de sentido que Alliah encontrou de expressar suas ideias. O livro pode ser baixado em MOBI ou EPUB no próprio site do autor aqui. Lá também há acesso para outros trabalhos. Gente boa assim, não tem como não ler!

Todos os Pássaros no Céu
de Charlie Jane Anders

Todos Os Pássaros no Céu foi publicado em 2017 pela Editora Morro Branco e rendeu a Charlie Jane Anders o seu segundo Prêmio Nebula. Sim, essa criatura já ganhou prêmios absurdamente prestigiados entre os gêneros da ficção científica e da fantasia. Lambda, Edmund White e Locus são outros prêmios que se juntam à coleção de Charlie, que já tem dois prêmios Hugo e dois Nebula!

O interessante é observar que, mesmo sendo premiada em gêneros tão específicos, ela ainda é pouco falada. Mania minha de acreditar que os nerds preferem não falar de gente trans e mulheres nos seus blogs? Conspiração ou não, Todos os Pássaros no Céu tá aí pra ser lido e comentado pela gente.

A Menina Submersa: Memórias
de Caitlín R. Kiernan

Desde que se entende por gente, Caitlín se dedica a escrever horror, mistério e fantasia dark. Nos seus trabalhos, ela demonstra timidamente algumas questões que viveu como mulher trans. Ela não gosta de falar sobre sua transgeneridade em entrevistas (e talvez por isso tenha sido um pouco difícil encontrar lugares onde ela se apresentava como mulher trans), mas é interessante observar a maneira como ela escreve.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Em A Menina Submersa, publicado no Brasil pela DarkSide Books, Caitlín nos apresenta Imp, uma menina que precisa fugir contra o histórico da família de mulheres que buscam o suicídio como solução. Além disso, ela precisa lidar com os casos de esquizofrenia e paranoia no seu passado. Em outros trabalhos de Caitlín, ela também retrata a transmutação como busca dos seus personagens de se livrarem de um corpo que não sentem com seus. Ela fala de mais alguns pontos nessa entrevista.

Apenas uma garota
de Meredith Russo

Apenas uma garota foi publicado pela Intrínseca em 2017 e também é outro livro de ficção que tem relação direta com a vivência da autora como mulher trans. A história traz a personagem Amanda Hardy como protagonista, alguém que precisa encarar a afirmação da própria identidade. O livro retrata a perspectiva adolescente em lidar com a própria transgeneridade e como contar a outras pessoas (principalmente o carinha que ela se apaixona) que ela é trans.

Viagem Solitária: Memórias de um transexual 30 anos depois
de João W. Nery

Eu até já comentei sobre esse livro algumas vezes aqui no Desfalk. Encontrei o livro bem por acaso em um stand na Bienal do Livro do Ceará em 2017 e foi com grande surpresa que descobri que se tratava de uma biografia importantíssima na história do tratamento governamental e social de pessoas trans no Brasil.

João W. Nery é psicólogo e em Viagem Solitária escreve sobre sua jornada de vida como homem trans. O livro é uma autobiografia que revela a história de João desde as suas primeiras identificações como homem “preso” no corpo de mulher e a sua passagem pela primeira intervenção cirúrgica no Brasil para mudança de sexo. Taí uma opção se você quer conhecer mais de como o Brasil trata pessoas trans.

***

29 de janeiro é reconhecido desde 2004 como o Dia Nacional da Visibilidade Trans.

No mais, espero poder conseguir o livro de alguma dessas mulheres trans pra poder incluir no Desafio Mulheres Para Ler 2018 #MPL2018. Afinal, a gente ainda tem muito mais a conhecer da literatura nesse universo tão amplo de livros.

COMENTE AQUI!

, , , , , , , , , , , , ,

7 Responses to 5 autores trans para entrar na sua lista de leitura

  1. Ana Paula Medeiros disse:

    Oi! Representatividade é muito importante, e achei muito legal conhecer essas obras. Conhecia vagamente sobre a Caitlin, a autora de Todos os Pássaros no Céu e o sobre o João. Logo que li o título do post o primeiro livro que veio na cabeça foi Vidas Trans. Ainda não li, mas quero muito conhecer e já recomendo se acaso ainda não tiver conhecido rsrs
    Adorei as indicações!

  2. Ana disse:

    Que post incrível. Eu não fazia ideia de que a autora de A menina submersa era trans. Sério, utilidade pública seu post.
    http://www.belapsicose.com

  3. Oi, tudo bem?
    Eu acredito que nunca li nada escrito por autores trans, mas não tenho certeza, pois já tinha curiosidade há muito tempo de ler Todos os pássaros do céu e não fazia ideia de quem escreveu haha. De qualquer forma, concordo que a representatividade é muito importante e espero que cada dia mais as editoras deem espaço para a diversidade.
    Beijos!

  4. Oie
    parecem bons autores, com certeza fiquei curiosa por todos, principalmente A Menina submersa que ja conhecia e ja queria ler, Todos os pássaros no céu parece ser sensacional, espero conseguir em breve

    beijos
    http://www.prismaliterario.com.br/

  5. Olá!
    Morria sem saber que esses autores são Trans . Tenho A menina Submersa e não li, e essa noticia só aumentou a minha vontade de ler. Adoreia postagem, parabéns!
    Nizete
    Cia do Leitor

  6. Oii
    Que legal esse post! Eu não sabia dessas informações, adorei! Quero muito ler Todos os Pássaros no Céu e A Menina Submersa!
    Bjus

  7. Michelle Russo disse:

    Olá tudo bem? Que post incrível eu já li a menina submersa mais não fazia ideia rsrs, adorei conhecer esses livros já quero ler todos, até breve!

Comente aqui!

%d blogueiros gostam disto: